Beleza com Segurança

O Brasil só perde para os Estados Unidos na área de Cirurgia plástica e pode oferecer aos pacientes os mais seguros resultados.
Na olimpíada da beleza, o Brasil é prata. Somos o segundo país do mundo em cirurgia plástica e aplicação de Botox. Como brasileiro, cirurgião plástico e pioneiro no uso para fins estéticos da toxina botulínica , estou feliz, pois fazer parte dessas estatísticas é motivo de orgulho. O Brasil é o segundo país em cirurgia plástica, só perde para os Estados Unidos. Em 2003, fizemos 400 mil cirurgias (70% mulheres e 30% homens). Atrás dos números há causas bem fundamentadas na qualidade cientifica do cirurgião plástico brasileiro, reconhecido internacionalmente,e , sem dúvida, o culto ao belo e à qualidade de vida.

O brasileiro passou a diferenciar o “ter” do “ser” e optou por ser feliz buscando na cirurgia plástica a melhora da auto-estima. Mas médicos oportunistas se intitularam “cirurgiões plásticos estéticos” sem ter titulo de especialista, usando a mídia para divulgação de produtos sem comprovação cientifica de seus efeitos. Clinicas de “estética” proliferam em todas as cidades do Brasil anunciando novos produtos e milagrosos efeitos. Somos mais de 3 mil cirurgiões plásticos habilitados no País, exercendo a profissão com habilidade que se adquire em cinco anos de especialização após a conclusão do curso médico. Todos com permeabilidade científica a nove produtos e procedimentos, sem subestimar métodos consagrados. Conseguimos cientificamente prevenir, corrigir e aperfeiçoar a face através de métodos não invasivos como peelings, Botox, laser, preenchimentos temporários e definitivos, com a vantagem de retorno rápido ás atividades diárias.

Cirurgias invasivas cada vez mais são solicitadas em função a segurança e naturalidade de resultados que proporcionam principalmente quando associadas ao uso do Botox que manipula as rugas de expressão, a Hyaluderm para preenchimentos de rugas finas e médias e ao Advanta, que veio para solucionar sulcos (bigodes chinês) e aumento dos lábios. Todos esses produtos têm aprovação do FDA americano e do Ministério da Saúde brasileiro. O importante nesta olimpíada contra o relógio do tempo é que o vencedor seja o paciente, que pode ter a opção de contar com profissionais cientificamente preparados.

Fazer um Botox hoje significa estar bem na semana que vem. Colocar um Advanta garantirá o sucesso de uma face mais jovem. A perfeita interação entre cirurgião e paciente é essencial para um resultado satisfatório. O cirurgião sabe compreender as expectativas do paciente e as possibilidades que tais métodos oferecem. As razões que levam uma pessoa a procurar um cirurgião plástico são variadas, mas todas guardam em si o valor que a sociedade dá à aparência. A confiança no médico é a essência para o equilíbrio emocional antes, durante e depois de qualquer procedimento. Não acreditem em médicos que prometem milagres. Se o profissional oferece serviços por um preço muito abaixo da média do mercado, desconfie. Procure um bom especialista, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Paulo Keiki Matsudo é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Estética e ganhador do Premio Ivo Pitanguy, em concurso do Colégio Brasileiro de Cirurgiões em 1998.

Fonte: IstoÉGente – 11/10/2004