Calvície – Microenxertos

Calvície – Microenxertos

Objetivos

Trazer de volta o cabelo ao paciente, após a solução das causas orgânicas, metabólicas ou outras, utilizando técnicas de transplante cada vez mais naturais.

Aspectos Principais

  • Exige a mesma atenção dada a outras doenças, uma vez que atinge cerca de 11 milhões de homens e mulheres no Brasil.
  • Trata-se de um mal hereditário (genético) e relacionado ao sexo – mais frequente nos homens.
  • As manifestações podem ocorrer na adolescência ou apenas na velhice.
  • Estudos mostram outras causas para a perda dos cabelos: doenças nervosas, metabólicas, dermatológicas ou exposição a radioterapia.
  • Fator agravante: uso de gorros, chapéus e bonés que não permitem a adequada oxigenação e arejamento do couro cabeludo em locais abafados.
  • O uso de perucas para quem está perdendo ou tem pouco cabelo é outra medida prejudicial.
  • Existem várias técnicas ultrapassadas (punch, rotação de retalhos, expansor de pele) que resultam em uma aparência estética artificial e com resultados ruins.

Microenxerto

Aspectos Principais

  • O transplante por meio de microenxertos é até hoje o que produz resultados mais satisfatórios. Em calvícies pouco extensas com apenas 1 cirurgia obtêm-se resultados excelentes.
  • Consiste na retirada de uma faixa de couro cabeludo da área doadora, que é fatiada em enxertos com 2 a 3 fios cada um, que são transplantados individualmente para a área receptora.
  • Para casos de calvície mais extensa, existe a possibilidade de realizar 2 ou 3 etapas variando conforme a extensão e da área doadora, com um intervalo entre uma e outra de 3 meses em média.
  • É usada anestesia local e sedação a fim de que o paciente mantenha-se relaxado.
  • Por ser uma cirurgia trabalhosa, leva em média de 2 a 3 horas.

Cuidados pré e pós-operatórios

  • Diminuir o fumo, bebidas alcoólicas, medicações, principalmente as que contêm ácido acetil salicílico, por 15 dias antes da cirurgia.
  • Lavar a cabeça com sabonete antisséptico indicado pelo médico 2 dias antes da operação.
  • Faz-se um curativo com faixa, tipo capacete, que é retirado após 02 dias.
  • O paciente é liberado para lavar a cabeça diariamente até segunda ordem.
  • No 2º dia após a cirurgia o inchaço natural já começa a desaparecer desde que se tome certos cuidados, como não abaixar a cabeça e dormir com a mesma elevada por alguns dias e de tomar a medicação recomedada.
  • Com a retirada do curativo o paciente volta as suas atividades normais.
  • É comum surgirem crostas que desaparecem com as lavagens diárias após o 15º dia.
  • Muitos fios transplantados caem voltando a crescer definitivamente em 60 dias. Por volta do 4º mês atingem 1 cm de altura.
  • Os pontos na área doadora são retirados entre o 7º e o 14º dia.
  • Retornos diários ao médico são necessários para o acompanhamento e limpeza da área transplantada.
  • Por volta do 6º mês se pode avaliar a eficácia do procedimento.

Custos do procedimento

A determinação do valor exato desta cirurgia só poderá acontecer após uma consulta de avaliação, uma vez que as condições variam de caso a caso. Se você quiser marcar uma consulta de avaliação, ligue para (0xx11) 2577-7007 ou 2276-1846 (clínica de São Paulo) ou (0xx11) 4229-4013 ou 4229-6969 (clínica de São Caetano do Sul).